Nota da reitoria sobre incêndio no 8º andar do prédio da reitoria

4 de outubro de 2016



Em 3 de outubro de 2016, por volta das 21:30h, foi identificado um princípio de incêndio na sala 827 pertencente a PR6. Infelizmente, o fogo se alastrou rapidamente e os servidores não puderam debelar o incêndio. O corpo de bombeiros e a Defesa Civil foram imediatamente acionados e o combate ao incêndio seguiu até as 3h do dia 4/10.

A perícia será feita pela Polícia Federal e pelos especialistas do Corpo de bombeiros. A reitoria solicitou o apoio da Decania do CT e da COPPE para elaborar um laudo sobre possíveis comprometimentos estruturais da edificação. A parte elétrica do prédio já está sendo avaliada, assim como a rede de informática, pela Prefeitura e pela Supertic.

Em reunião com as direções das unidades acadêmicas que compartilham a edificação, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), Escola de Belas Artes (EBA) e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR) foi solicitado a suspensão de todas as atividades acadêmicas no prédio até o dia 7/10. As referidas direções estão levantando a necessidade de salas de aula para que as aulas possam ser retomadas o mais brevemente possível. A expectativa é de retorno às aulas no dia 10/10. As equipes técnicas estão levantando a situação das salas atingidas e um relatório será publicizado prontamente.

A reitoria estará instalada provisoriamente no CCMN, assim como as Pró-Reitorias. A identificação dos setores e a divulgação dos telefones serão disponibilizados o mais rápido possível.

Objetivando publicizar os encaminhamentos, será realizada reunião emergencial do CSCE no dia 4/10, 14h, no CCMN. As atividades administrativas terão continuidade, objetivando assegurar os interesses maiores da instituição.

A reitoria e a comunidade da UFRJ agradecem a viva solidariedade das demais universidades federais, estaduais e da comunidade acadêmica nacional e internacional. A reitoria reconhece também a solidariedade plena e o protagonismo de estudantes, técnicos e administrativos e professores de todas as unidades da instituição.

Nesse momento de extrema dificuldade e tristeza, a UFRJ saberá enfrentar essas adversidades, demandando apoio institucional compatível com a relevância da instituição para a Nação. Nesse sentido, agendará reuniões com o MEC e os outros ministérios diretamente relacionados com as universidades. Buscará também apoio da sociedade política, notadamente do Congresso Nacional e de todas as entidades que defendem um lugar estratégico para a universidade brasileira.

Rio de Janeiro, 4 de outubro de 2016.