Currículo, Cultura e Conhecimento Escolar. (45 horas)

Esta Sala Ambiente tem como objetivo aprofundar a compreensão e as possibilidades de atuação dos coordenadores pedagógicos relativas à área curricular, de fundamental importância para a organização do trabalho pedagógico da escola. Pretende possibilitar a avaliação do impacto das propostas curriculares na prática escolar, bem como orientar propositivamente os professores para o desenvolvimento do seu trabalho. Entende-se que cabe ao coordenador pedagógico promover o debate sobre as definições curriculares e o que isso implica para a potencialização do papel da escola. Esta Sala tem por objetivo debater questões que auxiliem o coordenador pedagógico a pensar o planejamento curricular da sua instituição a partir da legislação nacional, mas considerando sempre os sujeitos da sua instituição, o contexto no qual ela se insere e as questões que são pertinentes à sua realidade

Os objetivos desta Sala Ambiente podem ser assim explicitados:

  • Compreender o currículo como um importante instrumento de viabilização do direito de todos à educação;

  • Conhecer as modificações geradas pelas reformas dos anos de 1990 na organização curricular da educação básica;

  • Identificar as atuais tendências da organização curricular;

  • Compreender os conceitos de trabalho, ciência e cultura como mediação fundamental no processo de orientação da organização curricular, particularmente no que diz respeito ao Ensino Médio;

  • Perceber a necessidade de estabelecer um diálogo curricular frente às orientações nacionais, estaduais e municipais;

  • Atualizar o conhecimento dos coordenadores a respeito das alterações curriculares em andamento e do seu significado para a organização do trabalho pedagógico escolar

Com a perspectiva de atender, não só aos desafios postos pelas orientações e normas vigentes, mas principalmente ao compromisso com o direito de todos à educação, é preciso olhar de perto a escola, seus sujeitos, suas inúmeras variáveis e rotinas e fazer indagações sobre suas condições concretas, sua história, seu retorno e suas possibilidades.  Cabe perguntar, então, como as definições curriculares condicionam o trabalho pedagógico em cada escola?

Esta Sala tem por objetivo debater questões que auxiliem você, coordenador pedagógico, a pensar o planejamento curricular da sua instituição a partir da legislação nacional, mas considerando sempre os sujeitos da sua instituição, o contexto no qual ela se insere e as questões que são pertinentes à sua realidade. Com essas preocupações e indicações elaboramos a Sala Ambiente Currículo, Cultura e Conhecimento que você passa a conhecer agora e que dá continuidade aos estudos que você fez até aqui nas Salas Ambiente Realidade Escolar e Trabalho Pedagógico e Projeto Político-Pedagógico e Organização do Ensino. Agora você estará estudando, concomitantemente, por um período de 12 (doze) semanas, os conteúdos desta sala e da sala de Avaliação Escolar. Tais conteúdos relacionam-se diretamente à estrutura do ato educativo no espaço escolar e possuem inter-relações importantes que permitem  otimizar o seu aproveitamento!

Vejamos, então, como está estruturado o conteúdo da Sala Ambiente Currículo, Cultura e Conhecimento. São quatro unidades perpassadas por um eixo central ou uma intenção que se pretende estar sempre presente seja na leitura dos textos, seja na execução das atividades propostas: a compreensão do currículo como fator importante para a viabilização do direito de todos à educação. Como tal, ele precisa ser compreendido na dinâmica de relações em que está inserido.

Os objetivos desta Sala Ambiente podem ser assim explicitados:

  1. compreender o currículo como um importante instrumento de viabilização do direito de todos à educação;

  2. conhecer as modificações geradas pelas reformas dos anos de 1990 na organização curricular da educação básica;

  3. identificar as atuais tendências da organização curricular;

  4. compreender os conceitos de trabalho, ciência e cultura como mediação fundamental no processo de orientação da organização curricular, particularmente no que diz respeito ao Ensino Médio;

  5. perceber a necessidade de estabelecer um diálogo curricular frente às orientações nacionais, estaduais e municipais;

  6. atualizar o conhecimento dos coordenadores a respeito das alterações curriculares em andamento e do seu significado para a organização do trabalho pedagógico escolar.

A sala está estruturada em quatro unidades:

Ao final de cada unidade, você encontrará as atividades que compõem a avaliação da sala, assim como indicações de filmes e referências quando pertinentes. Esperamos que você aproveite este momento para discutir articuladamente com seus colegas a organização curricular da sua instituição! Boa leitura!

Unidade I

O currículo escolar como instrumento de viabilização do direito à educação. Esta primeira unidade proporciona uma reflexão sobre o currículo como um campo de estudo da área educacional e sua importância para a viabilização do direito à educação. Focaliza especialmente o papel do currículo na tarefa de garantir a todos o direito ao conhecimento, tendo em vista a especificidade da escola como instituição social voltada a esta função. Cabe, no entanto, evidenciar as mediações que estão presentes na transposição do conhecimento desenvolvido socialmente para os conteúdos escolares. Há um percurso teórico neste campo do conhecimento que permite hoje uma compreensão mais ampla das inúmeras relações que se colocam para o desenvolvimento curricular.

Unidade II

A reforma educacional dos anos 1990 e sua proposta curricular para a Educação Básica. Esta unidade apresenta as mudanças curriculares implementadas na educação básica como parte da reforma do sistema educacional brasileiro que vem ocorrendo desde a década de 1990. Você encontrará também nesta unidade uma reflexão sobre os processos de inovação curricular e seus reflexos na prática docente; elementos para diferenciar o caráter dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) daquele das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN); e ainda um estudo sobre as novas orientações presentes nas DCN.

Unidade III

Tendências atuais na organização curricular: o currículo em movimento. São apresentados nesta unidade alguns dos principais programas e ações que o Governo Federal formulou para os diversos níveis da educação básica, buscando a sua melhoria. São discutidas algumas dessas ações – as mais recentes - cuja influência pesa significativamente na organização do trabalho escolar.

Unidade IV

Indagações sobre currículo. Por último, são apresentadas de forma sucinta reflexões que constam do material publicado pelo Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica, no conjunto de cadernos intitulado “Indagações sobre Currículo”, do ano de 2008.  As “Indagações” compõem um conjunto de reflexões apresentadas por diversos autores nacionais sobre concepções educacionais implícitas no currículo, visando sempre a busca de respostas às questões postas pelos coletivos das escolas e das redes de ensino, a reflexão sobre elas, assim como a busca de seus significados, seja na reorientação do currículo e/ou nas práticas educativas.

 

 

Boletim Informativo