Em tempos inéditos: CFP promove lives para discutir o presente e mundos (im) possíveis

Texto: Coryntho Baldez

Na próxima quinta-feira (21/5), às 17h, o Complexo de Formação de Professores (CFP) da UFRJ promove a conversa online Mundos (Im) Possíveis: Reflexões sobre o nosso presente.

Os convidados são Amílcar Tanuri, coordenador do Laboratório de Virologia Molecular (LVM) do Instituto de Biologia (IB) da UFRJ, e Renato Lessa, professor de Filosofia Política da Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio).

A live é a primeira de uma série e faz parte do ciclo Complexo de Formação de Professores em Tempos Inéditos, um conjunto de ações virtuais que inclui debates online, depoimentos, entrevistas e fóruns de discussão.

Para discutir o ineditismo dos tempos presentes e seus impactos na construção de uma outra ordem social, serão convidados estudiosos de diferentes campos do conhecimento, como historiadores, sociólogos, biólogos, antropólogos, psicanalistas e educadores.

O projeto inclui mais dois eixos temáticos: Ser e tornar-se docente hoje e Escola Pública, uma articulação necessária entre Ciência, Arte e Cultura.

Fique atento à programação das lives e acompanhe a primeira conversa online pelo canal no YouTube ou a página no Facebook do CFP. 

Orientações acerca das atividades acadêmicas e debates

Prezada comunidade acadêmica da FE,
Esperamos encontrar todos bem. Vivemos tempos inéditos e nossas relações pessoais e profissionais estão sofrendo muitas mudanças. Na Faculdade de Educação,  seguimos as orientações da  UFRJ em relação às atividades acadêmicas e seus procedimentos, enfatizando, junto ao nosso corpo social,  a importância de agirmos coletiva e institucionalmente neste momento. Desta forma, decidimos elaborar, em conjunto com as chefias de departamento e coordenações,  um quadro síntese das orientações acerca das atividades que podem ocorrer neste período de suspensão do calendário acadêmico de acordo com as decisões dos conselhos superiores da universidade, da reitoria e das pró-reitorias e CPPD. No quadro, indicamos as resoluções ou ofícios que regulamentam cada atividade e procedimentos divulgados até o momento.
 
Gostaríamos ainda de aproveitar para informá-los sobre ações e movimentos que vêm ocorrendo no âmbito da faculdade de Educação:
1)  Formou-se uma comissão com representação de todos os setores de nossa Faculdade com o objetivo de promover debates na comunidade acadêmica da FE acerca do momento em que vivemos e das questões que nos interpelam como professores, técnicos e discentes.
2) O Complexo de Formação de Professores da Educação está organizado um conjunto de ações virtuais, de diferentes naturezas – debates-lives, depoimentos, entrevistas e fórum – com o intuito de fomentar o diálogo entre a universidade e a escola nesses tempos difíceis e incertos. Essas ações estão organizadas em torno de três eixos de problematização: (i) Mundos ( im)possíveis : reflexões sobre o nosso presente ; (ii)Ser e tornar-se docente hoje e (iii) Escola pública: uma articulação necessária entre ciência , arte e cultura. As lives acontecerão a partir do dia 21 de maio e a programação completa será divulgada em breve nas redes sociais do Complexo  de Formação de Professores e da Faculdade de Educação.

CONPAS na quarentena

Acabou de sair do forno o e-book “ConPAS na quarentena: afeto, brincadeiras e experimentações”, e-book organizado pelo grupo de pesquisa e extensão Conpas do CAP UFRJ com a coordenação da Graça Reis.

O grupo de pesquisa e extensão ConPAS se reuniu e resolveu colocar no papel atividades diferentes para que vocês possam fazer direto das suas casas.
São 50 páginas com receitas, experiências, a proposta de um diário, historia e jogos! Isso tudo para que vocês possam se divertir durante esses dias que estamos em casa.

Confiram aqui.

Nota de pesar

Foi com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento de nossa aluna Karollyne Mendes Ramos da Silva Souza. Ela ingressou na UFRJ no primeiro semestre de 2019 para cursar pedagogia e no segundo semestre conseguiu realizar seu sonho de cursar psicologia em nossa universidade. Com sua inteligência, suas longas tranças azuis e seu sorriso tímido, ela conquistou a amizade e o respeito de estudantes e professores. Orgulhava-se de ser a primeira de sua família a ingressar no ensino superior. As amigas da universidade a descrevem como uma menina doce, boa ouvinte, excelente companheira e acalanto para o coração. A Faculdade de Educação expressa sua solidariedade à família.
A pedido da família, informamos que a estudante não faleceu de covid-19.